Melasma: o que é, causas e tratamentos


O que é melasma? A principal característica do melasma é uma produção exagerada de pigmentos (melanina) pela pele. As manchas escuras aparecem principalmente na face, na região das bochechas, testa e buço. Podem também afetar braços, pescoço e colo. Muito comum nas mulheres, mas também podem aparecer nos homens. A origem ainda é desconhecida, mas sabe-se que tem relação com exposição solar crônica e alterações hormonais, como gestação e uso de anticoncepcionais. Pioram após exposição solar (UVA e UVB) e também exposição às luzes de TV, celular e computador (luz visível).

Melasma tem cura? Infelizmente não há cura, mas há controle. Como qualquer doença crônica, exige tratamento contínuo.

Qual o melhor tratamento para o melasma? Uso contínuo e diário do filtro solar é fundamental. Filtros que possuam proteção UVB e UVA altos e que contenham pigmentos em sua formulação, ou seja, base, já que os pigmentos, principalmente óxido de ferro, ajudam a proteger da luz visível, funcionando como um escudo, refletindo-a para que não penetre na pele.

Qual o melhor clareador para o melasma? O tratamento irá depender da sensibilidade individual, da cor da pele, extensão das manchas e se há exposição solar. Utilizamos cremes clareadores que podem ser em monoterapia ou alternados. Hidratação e uso de antioxidantes também são importantes. O ideal é acompanhamento contínuo com seu médico dermatologista, nem sempre um creme que melhorou para uma pessoa melhora o melasma de outra… O segredo é nunca “irritar” as manchas. Cremes que deixam o melasma muito vermelho geralmente pioram o quadro depois. Pare com o uso se isso estiver ocorrendo e converse com seu médico.

Procedimentos para melhorar o melasma. Podemos associar diferentes técnicas para clarear o melasma. Os peelings superficiais seriados são ótimas alternativas para descamar a pele, acelerando assim a “saída” do pigmento em excesso e deixando a pele mais fina para os ativos que utilizamos em casa penetrarem melhor. O microagulhamento com drug delivery e o MMP (microinfusão de medicamentos na pele) também facilitam a saída do pigmento ao mesmo tempo que infundem medicação na pele mais profunda, tendo assim maior penetração que os cremes, além de melhorarem a qualidade da pele e diminuírem a produção da melanina.

Protetor Solar via oral. Algumas substâncias tornam a nossa pele mais resistente ao sol e associado ao filtro solar de uso tópico podem ajudar a melhorar o melasma.

O melasma é uma doença complexa que exige uma associação de tratamentos. A boa notícia é que o melasma controlado pode ficar imperceptível a olho nu, mas para isso, disciplina é fundamental.

Deixe seu comentário